51 views

Da Mente para a Consciência

 Há tanto sofrimento na vida das pessoas _  elas medem seu valor próprio não só pelo dinheiro e pela aparência mas também pela inteligência. A mente é o resultado da educação, associação e absorção da cultura onde vivemos. Ela é aquela parte nossa que é venerada pelos títulos e com a qual nos identificamos mais até do que com nosso corpo. É a parte da qual aprendemos a ficar orgulhosos como uma realização nossa e não como algo que é simplesmente suprido pela natureza, como é o nosso corpo.

            A mente é aquela parte da qual você extrai seu sentimento de identidade, que está com você dia e noite, que explica o seu mundo, que tem medo e ama baseada nas suas computações, memórias, aproximações e suposições. Ela se repete tantas vezes, dia após dia, que ela lhe é mais familiar do que a pessoa mais próxima a você. E cada pensamento chega com seu cheiro e gosto familiar, ela sussurra no seu ouvido mesmo antes da situação surgir e passa um sentimento mágico de premonição e conhecimento. Apenas de vez em quando você para por um momento e se pergunta se ela é seu guia ou o guarda da prisão da sua vida.

Como seria se a mente ficasse cega por um dia ou por um momento e nada do que você vê, cheira, toca e escuta pusesse em andamento alguma dessas associações familiares? Estas que não param nem pelo tempo de uma inspiração e giram ao seu redor com um aperto cada dia mais forte e mais sufocante? Imagine se a sua visão enxergasse apenas cores, sem gostos nem desgostos, sem “Eu sei” e “Já vi”, sem os longos debates que você lembra de livros e discussões com amigos. Imagine se você não soubesse se as coisas se originam dos seus olhos ou do seu nariz, ou como elas eram quando você as tocou pela última vez. Maravilha e espanto encheriam o seu peito _ o milagre da primeira visão e do primeiro cheiro _ o insondável êxtase de “não saber”, de não conhecer potencial nem implicação _ a vida sem os muros da mente e da memória.

Abandone a ideia de insuficiência ou completude, de formas de coletar e ordenar impulsos que chegam ao seu coração através dos sentidos filtrados pelo seu cérebro. Se sinta confortável ao ser atingido por um cheiro ou um toque enquanto seus olhos não estão protegidos por óculos escuros e suas mãos não carregam os palavrões da descriminação.

Se recoste e espere sem ter um sentido de tempo, de passado ou futuro. Sinta aquele mergulho ilimitado para junto da sua alma que você vivenciou como criança ou em transições de sono, ao acordar e adormecer. Flutue naquele espaço de informação que carrega consigo tudo na abundância, diversidade ilimitada, memória e todo o futuro deste mundo. O infinito e a eternidade em cada direção e sem números para oprimir você, sem caixas que não contenham também todo o resto, sem um formalismo que seria aplicável a um momento apenas.

Sinta-se em casa neste país das maravilhas da similaridade, da reconexão e redescoberta, da novidade sem fim e da familiaridade infinita. Você alguma vez se perguntou o que é um holograma? _  agora olhe comigo na sua volta _ você vê alguma coisa que não seja? Diversidade e unidade na sua mais perfeita forma _ em todo lugar _ tão fundo quanto você possa cavar ou virar páginas neste plano divino.

Você só precisa olhar em uma única direção e você viu tudo _ mas vire sua cabeça um pouco para a direita e você vai ver comigo _ toda esta igualdade numa variação infinita. Não mais a necessidade de inventar exceções exóticas e singulares, não mais a necessidade de divergência abusiva e chocante. Finalmente você chegou lá e um relance vai fornecer material para uma vida inteira de descobertas. A descoberta que não vai precisar de novidade para se estimular _  mas a invenção que reflete o plano original em mais uma bonita variação _ expedições mais e mais profundas para dentro daquilo que espera em cada esquina e com o qual cada homem e mulher vão concordar.

E agora tome comigo uma inspiração profunda _  você consegue ver que em tudo isto há um ponto que contém todo o resto _ um Alfa que conteve e precedeu todos os Ômegas _ a pérola do mais alto preço que todo átomo contém estando carregado de infinitas moléculas. Você pode começar a sentir o DNA que existiu antes de Eva  e da primeira mono-célula, a memória que nunca guardou nenhum dado até que desse nascimento a tudo.

Escute e entenda _ no momento em que você ouvir o que eu digo _ você já terá saído desta câmara interior _ este estado que dá toda a certeza que seu coração pode conter e todas as aflições que sua respiração pode sentir  _ isto é Consciência.

 

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *